Seguidores

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Pessoas que devem ser evitadas nas Empresas


Para mim pessoas que devem ser evitadas nas empresas em primeiro lugar são as pessoas sem ética. Mas vamos ver o que diz John Kotter.

Destaco a seguir uma interessante abordagem de Kotter com relação certos tipos de pessoas que devem ser evitados nas empresas.

John Kotter no livro Leading Change recomenda que sejam mantidos fora da equipe  3 tipos de pessoas

 1-      Pessoas com o ego grande. O ego grande, segundo Kotter, enche a sala, deixando pouco ou nenhum espaço para outra pessoa participar ou contribuir. As pessoas com ego grande nem sempre entendem suas próprias limitações e como estas podem ser complementadas pelos pontos fortes dos outros.


2-     Cascavéis. Kotter descreve uma “cascavel” como o tipo de pessoa que secretamente envenena relacionamentos entre os membros de uma equipe. Uma cascavel é especialista em contar a Maria algo sobre Roberto, e depois conta a Roberto algo sobre Maria, envenenando, desta forma o relacionamento entre ambos.




3-      Participantes relutantes. Essas são as pessoas que não tem nem tempo nem entusiasmo para dar energia à equipe. Cuidado ao incluir essas pessoas na sua equipe. No entanto, mantê-las distantes pode ser difícil uma vez que os participantes relutantes podem ter a experiência ou o poder organizacional que você precisa.


John F. Kotter, Leading Change ( Boston Harvard Business School Press, 1996), 59-61


O pior é que na prática, em muitas empresas esses perfis não só não são evitados, como chegam atingir níveis elevados. Conheço um certo Diretor, dono da verdade cujo monólogo nas suas reuniões intermináveis produzem momentos de tortura, humilhação e frustração.





Palestras e Treinamentos com o Palestrante e Consultor Ari Lopes

  • Palestra Ética Empresarial
  • Palestra para Vendas e Marketing
  • Gestão e Liderança com Ética
  • Capacitação de Analistas Financeiros e de Negócios
  • Melhores Práticas em Vendas
  • Preparando líderes
  • Desenvolvendo Estratégias com SWOT Analysis
  • Organizações de Alta Performance
  • Gestão em tempos de crise
  • Controladoria de Negócios




Nenhum comentário:

Postar um comentário